Laboratório

Laboratório de Pesquisas da Disciplina de Infectologia Pediátrica
Rua Pedro de Toledo 781, 9º andar
Edifício Prof. Dr. Horácio K. de Mello
Vila Clementino – São Paulo – SP- Brasil
Tel (11) 5576 4848  VOIP 3044

Estabelecido em 1998, o Laboratório de Pesquisas da Disciplina de Infectologia Pediátrica da UNIFESP tem como principal objetivo o estudo da resposta imune à infecção natural e à vacinação.

Sob a chefia da Profa. Dra. Maria Isabel de Moraes Pinto, o laboratório dispõe de técnicas laboratoriais que contemplam os seguintes aspectos:

A. Imunidade humoral

  • Ensaios imunoenzimáticos desenvolvidos no próprio laboratório ou utilizando kits comerciais para detecção de anticorpos para tétano, difteria, sarampo, rubéola, varicela zoster, Haemophilus influenzae tipo b, vírus da hepatite A, S. pneumoniae e vírus da hepatite B.

B. Imunidade celular

  • Ensaios laboratoriais para avaliação de imunidade celular através de expressão de marcadores de ativação e produção de citocina intracelular por citometria de fluxo após estimulação in vitro com diferentes antígenos (candidina, sarampo, derivado protéico purificado (PPD) e varicela zoster).
  • Ensaios para avaliação da produção de citocinas através da técnica de X-MAP após estimulação in vitro com antígenos específicos (toxoide tetânico e Bordetella pertussis).
  • Avaliação do eixo IL-12/IFN-gama para pesquisa de receptores destas citocinas em supefície celular e produção das mesmas após estimulação in vitro com BCG, IFN-gama e IL-12.
  • Ensaios para determinação de infecção por Mycobacterium tuberculosis através da pesquisa de interferon-gama após estimulação in vitro com antígenos específicos (ïnterferon-gamma release assays” ou IGRAs): ELISPOT e QuantiFERON-TB Gold In-tube
  • Avaliação de perfil imunofenotípico de células do sangue periférico ou de cordão por citometria de fluxo:
    • Quantificação de linfócitos (T CD3+, T CD4+, T CD8+, células B e células NK).
    • Subpopulações de linfócitos T e B de acordo com a sua maturação.
    • Marcadores de ativação de linfócitos T e B.
    • Avaliação de apoptose.
    • Avaliação de moléculas co-estimulatórias.
  • Avaliação de função de fagócitos através de teste de di-hidrorrodamina (DHR)

Profissionais integrantes do Laboratório:

  • 1 docente
  • 1 técnico de nível superior
  • 2 estudantes de Mestrado
  • 2 estudantes de iniciação científica

O Laboratório mantém atualmente colaboração ativa com os seguintes grupos:

  • Centro de Atendimento da Disciplina de Infectologia Pediátrica (CEADIPe) da UNIFESP
  • Setor de Imunologia Clínica do Departamento de Pediatria da UNIFESP
  • Disciplina de Pediatria Neonatal da UNIFESP
  • Setor de Reumatologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da UNIFESP
  • Instituto de Oncologia Pediátrica do Departamento de Pediatria da UNIFESP (IOP-GRAACC)
  • Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIE) ligado à UNIFESP
  • Disciplina de Reumatologia do Departamento de Medicina da UNIFESP

Produção:

  • 1 Pós-doutorado
  • 8 teses de Doutorado
  • 23 teses de Mestrado
  • 8 iniciações científicas
  • 3 Prêmios PIBIC (2001, 2002 e 2010)
  • 53 publicações em revistas com seletiva política editorial.

Fontes de financiamento

  • FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
  • CNPq – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e tecnológico
  • CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior